5 de dezembro de 2011

Bratislava

Desde que assisti a comédia EUROTRIP, fiquei com uma curiosidade gigante de conhecer Bratislava. Ao contrário do que mostra o engraçadíssimo filme, a capital da Eslováquia não é nem um pouco aquele lugar sombrio e de moeda desvalorizada.

Bratislava é um lugar colorido, de gente bonita e simpática e que aceita euros em todos os lugares. Para chegar lá peguei um ônibus da Eurolines na Erdbergstrasse (que fica na estação de metrô Erdberg), Viena International Bus Terminal - VIB. A passagem não é cara (em torno de 9 euros, o trecho) e se leva mais ou menos 30 minutos até chegar em Bratislava. É possível comprar ida e volta na estação de ônibus de Viena.

Chegando em Bratislava o ônibus parará numa estação bem no centro. Siga o fluxo de pessoas e chegue num calçadão onde tem barraquinhas de artesanato...nesse exato lugar pode-se começar o tour em Bratislava.

O centro antigo parece ter sido todo revitalizado..está tudo tão lindo e as pessoas parecem felizes. Encontrei muitos noivos fazendo fotos nos lugares públicos!!!! Do centro vá andando e seguindo as placas que indicam o caminho para o castelo de Bratislava.

O Castelo de Bratislava é lindo!! Fica situado no alto da cidade e de lá se tem uma vista linda do Rio Danúbio e de boa parte da cidade. Muitas pessoas preferem ir a Bratislava de navio, pelo Danúbio...acredito que deve ser um belo passeio.

Depois de apreciar a vista e andar pelos arredores do Castelo é hora de voltar para o centro, dessa vez pelas históricas vielas e escadarias da cidade...a cada esquina uma surpresa interessantes...igrejas, museus judaicos, construções seculares...tudo rendendo fotos belíssimas!!
Depois pare para comer ou beber algo em um dos inúmeros cafés do centro...vale a pena ficar apreciando o ir e vir desse povo tão simpático.

Para voltar, o ônibus da Eurolines para no mesmo lugar que nos deixa na chegada. Voltamos felizes da vida por ter conhecido essa encantadora cidade!!!!!



































16 de fevereiro de 2011

Salvador - Parte 2

"Ah! Que bom você chegou....bem vindo a Salvador - coração do Brasil...."

É assim, como diz a música...o baiano gosta de receber todo mundo de braços abertos....claro que como todas as cidades, Salvador também tem seus defeitos...mas hoje estou aqui para ressaltar o que ela tem de bom.

Continuando nosso roteiro, recomendo que visite o Forte de São Marcelo. Essa é uma construção do século XVII erguida sobre um banco de areia e que era utilizada para encarcerar presos políticos da ápoca. O Forte abrigou figuras ilustres como Bento Gonçalves, general da Revolução Farroupilha. Lá encontramos a cela que ele ocupou enquanto esteve preso.

Para chegar ao forte, vá até o Mercado Modelo e perto dali tem o Centro Nautico onde pegará o barco que custa R$ 12 e funciona das 9 às 18 horas. A travessia dura 5 minutos.

Igreja do Bonfim!!! Esse é um passeio obrigatório para quem vai a Salvador. Pegue um ônibus "Ribeira" na Barra e desça no Bonfim. A igreja foi concluída no ano de 1772 e é simbolo da devoção dos baianos pelos Nosso Senhor do Bonfim. Visite a igreja com calma, preste atenção nos detalhes e na riqueza da construção. Ao lado dela tem uma lojinha com lembranças e as famosas fitinhas do Senhor do Bonfim. Peça a um(a) baiano (a) para amarrá-la no seu braço, dando três nozinhos e em cada um deles você faz um pedido. Quando a fitinha se partir, seus desejos serão realizados.... :)


Não esqueça de pedir para voltar à Bahia!!!!!!!


3 de fevereiro de 2011

Salvador - Parte 1



E porque não falar sobre a cidade onde nasci?
Salvador tem atualmente quase 3 milhões de habitantes e é conhecida pelas suas praias, pela criatividade do seu povo e principalmente por suas festas.

O que conhecer em Salvador:

Centro Histórico
O Centro Histórico de Salvador é composto basicamente, pela Praça da Sé, Terreiro de Jesus, Pelourinho, Carmo e Santo Antônio Além do carmo.
O Pelourinho tem um belo casario colonial onde funcionam diversas lojas de produtos típicos da Bahia, lojas de instrumentos percussivos, museus, restaurantes, teatros e bares. No largo principal encontramos dois locais de visitação obrigatória: A Casa de Jorge Amado e o Museu da Cidade. O primeiro conta a história de um dos maiores e mais importantes escritores do Brasil (do Brasil só não...da Bahia! hahaha..)

Elevador Lacerda e Mercado Modelo
Após visitar o Centro Histórico, o turista pode ir até a Praça Municipal, pegar o Elevador Lacerda, que custa algo em torno de 15 centavos e assim descer para a famosa Cidade Baixa. Chegando lá encontramos o Mercado modelo, interessante centro de cultura e artesanato baiano. Visite todos os boxes e pechinche bastante, os vendedores certamente oferecerão um valor melhor.

Barra
A Barra é o local mais indicado para se hospedar. Além de possuir uma gama de facilidades e serviços (mercados, shopping, restaurantes e pousadas), é também um local seguro e possui a melhor praia de salvador: a Praia do Porto.
A praia tem águas calmas, pois fica na Baía de Todos os Santos e possui um serviço que até hoje só vi nesta praia....os vendedores de bebidas molham os pés dos banhistas com regador...sem pagar nada em troca. Só para refrescar mesmo...
Visite o Forte de Santo Antônio (conhecido como Farol da Barra) por dentro. Ele abriga o Museu Hidrográfico, onde podemos ver um acervo de cartas geográficas da época da fundação da cidade e muitos equipamentos nauticos de séculos passados.
Assista ao por do Sol atrás do Farol da Barra (veja primeiro se está policiado e movimentado)...é um por do sol que você jamais viu..LINDO!!

1 de fevereiro de 2011

Buenos Aires - Parte 3


Pra encerrar com os posts de Buenos Aires, indico mais um passeio: El Caminito!
É uma rua situada no bairro de La Boca, onde encontramos uma série de casas coloridas,muitos bares e restaurantes. É possível assistir casais dançando tango em plena rua em troca de alguns pesos...se quiser tirar fotos com eles, saiba que custará alguns pesos também.


Cuidado com a bolsa e não se afaste muito do Caminito, pois todos falam que é um local meio perigoso.
(Fotos: Cris Azevedo)

E já que está em La Boca, porque não visitar o La Bombonera? O estádio do Boca Juniors tem visita guiada das 10 às 18 horas, com entrada de 30 pesos.

Algumas dicas:

Leve reais para trocar por pesos. Se você levar dolar termina perdendo diante de tantas trocas (real/dolar/peso). Troque logo quando chegar no Aeroporto de Ezeiza, pois há um Banco de La Nación logo que saímos do desembarque.

Procure não dar notas grandes no taxi. Há um grande risco de receber notas falsas como troco.

Para nós brasileiros é muito barato andar de taxi por lá. Mas ande de "subte" (metrô) também. Há uma linha de que ainda tem trens de madeira (ao menos a impressao que se tem fo lado de dentro é essa). Muito legal!

As brasileiras que querem comprar cosméticos e afins, aviso que cada esquina tem uma Farmacity. Os preços são muito bons e há uma variedade de cremes, shampoos, maquiagens...

É interessante reservar uma noite para ir ao Café Tortoni. O lugar é tradicional e logo se torna obrigatório visitar.

Se for visitar o Zoo (fica em Palermo) reserve o dia inteiro ou então voce não conseguirá visitar tudo. O Zoológico de buenos Aires é muito grande!!!!!!!!!!

Visite o MALBA - Museu de Arte Latino Americana de Buenos Aires - Eu não tive tempo, mas já está anotado para a próxima viagem.

Reserve a tarde de domingo para ir a San Telmo. Almoce no El Desnivél (e coma Flan com dulce de leche de sobremesa) e depois vá passear pela feirinha.

O Jardim Botânico (em Palermo) é lindo, mas não é algo de diferente do que já conhecemos, portanto prefira o Jardim Japonês

31 de janeiro de 2011

Buenos Aires - Parte 2

Ah! A Recoleta....um dos meus lugares favoritos....dá vontade de chegar lá e ficar....
O bairro tem diversas opções de restaurantes, cafés, sorveterias. Vale a pena pegar um sorvete de dulce de leche na Freddo e ficar la sentado vendo a vida, os argetinos e os turistas passarem. Eu poderia ficar ali por horas e horas...
Na Recoleta encontramos o famoso "Cementério de la Recoleta", onde está Evita Perón, seu funcionamento é das 07:00 às 17:45. Há também uma feira de artesanato acontecendo aos sábados e domingos na praça. É muito interessante rodar pela feirinha e conhecer o artesanato local. Se voce caminhar até o final da feira, vai chegar num shopping onde está o Hard Rock Café Buenos Aires. Vale a pena ir até lá tomar algo ou visitar a lojinha!
Outro dos meus lugares favoritos em Baires, sem dúvida, foi Puerto Madero. Um bairro praticamente novo, tem apenas 10 anos de revitalizado. Era a antiga área do porto do Rio da Prata, atualmente é um dos locais mais modernos da cidade. Lá se encontram muitos restaurantes legais, alguns cafés, mais uma Freddo (ela está por todos os lados, assim como as Farmacity) , discos, hotéis e até um cassino. Não esqueça de visitar a Fragata Presidente Sarmiento, custa apenas 2 pesos. Infelizmente não tive tempo de visitar, mas irei na minha próxima vez em BAires.
Por hoje é só, amanhã tem mais Buenos Aires para vocês... :)

27 de janeiro de 2011

Buenos Aires - Parte I

No início do ano estive em Buenos Aires por 4 dias e me encantei!
Eu já imaginava que ia gostar da cidade, por conta de tudo que já havia lido e conversado com quem já foi. Mas superou minha expectativa.

Me hospedei no Ibis Congreso, que está situado no centro de BAires, tornando a minha estadia por lá muito mais fácil no que se refere à locomoção. O preço do Ibis é realmente muito bom (135 reais a diária) e eu recomendo por ser um hotel bastante confortável.

No primeiro dia fiz o seguinte roteiro: Segui pela Avenida de Mayo, passando pelo Café Tortoni até chegar na Plaza de Mayo. Parada pra fotos na Casa Rosada, El Cabildo, Catedral e Plaza de Mayo. Depois pegamos a Calle Florida e andamos até as Galerias Pacífico. Almoçamos por lá.

Pra quem não quer fazer o tour todo andando, tem a opção de pegar o ônibus turístico. Os ônibus têm capacidade para 50 pessoas e conta com guia espacializado. Funcionam das 9 às 17:30 horas e saem a cada 30 minutos da esquina da Florida com a Roque Saenz Peña. O turista pode comprar o passe para 1 ou 2 dias e pode descer ou subir em qualquer parada. Pode-se comprar o passe no próprio ônibus ou no Centro de Informação Turistica na esquina mencionada.

Fiz Também o passeio do "Tren de La Costa". Muito legal!!!
Pegamos o Trem na estação e paramos em San Isidro (capital nacional do Rugby). Nessa estação tem várias lojinhas, lanchonete, sorveteria Freddo. É agradável passar meia horinha por lá e depois seguir para Tigre. Chegando em Tigre pegue o barco para o passeio no delta do rio de mesmo nome. O passeio leva mais ou menos uma hora e é bem divertido. Passamos por casas lindas nas margens do Tigre, um camping, um museu, tantos lugares bucólicos...Gostei muito do passeio e recomendo!

Amanhã sigo falando mais sobre Buenos Aires...

10 de maio de 2010

Turismo de shows

Porque as faculdades de turismo não ensinam produção cultural???

Estava aqui pensando...os grandes shows de rock n'roll mexem muito no que diz respeito ao turismo de uma cidade. Quantas pessoas seguem para São Paulo apenas para ver o show do Guns N'Roses...ou do Aerosmith...ou coisa parecida??

Um show dessa grandeza aumenta o fluxo de pessoas se hospedando em hotéis e pousadas, são mais pessoas pegando taxi, muitas passagens aéreas são vendidas, os restaurantes recebem mais clientes...ou seja, é mais um seguimento do turismo a ser explorado....Turismo de shows.

É...eu sei que alguém vai chegar e dizer que já existe o turismo de eventos, mas eu vejo esse tipo mais ligado com congressos e feiras. Os shows abrangem um público diferente.

E tem mais... geralmente quem sai de sua cidade para ver um show, está disposto a pagar 200, 330...até 400 reais para ver seu ídolo de perto. Ou seja, provavelmente vai gastar também com hotéis e companhia.